domingo, dezembro 25, 2016

A morte em fuga, à sua frente

Num Domingo, no Montesinho, cedo, pela manhã, 
Caminhava um octogenário à beira de um caminho.
Lento e determinado, transportava uma gadanha.

E assim, sem o saber,  afugentava a própria morte
com as suas próprias armas. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Etiquetas